- A Câmara Municipal de Coimbra tem em curso a empreitada suprarreferida adjudicada à empresa "Toelta, Gestão de Investimentos e Concessões, S.A.".

- A Câmara Municipal de Coimbra tem em curso a empreitada suprarreferida adjudicada à empresa "Toelta, Gestão de Investimentos e Concessões, S.A.".

1 - A Câmara Municipal de Coimbra tem em curso a empreitada suprarreferida adjudicada à empresa "Toelta, Gestão de Investimentos e Concessões, S.A.".
2 - A rua Calçada de Santa Isabel vai ser requalificada na integra e em toda a sua extensão, com intervenções ao nível de todas as infraestruturas, com especial incidência nas redes de saneamento básico (abastecimento de água, águas residuais domésticas e águas pluviais), redes elétricas e rede telecomunicações, bem como, a requalificação dos pavimentos de revestimento da plataforma viária;
3 - Os trabalhos desta empreitada irão ser executados/desenvolvidos por várias Fases da obra, referenciadas nos esquemas anexos (Plano de Sinalização Temporária das várias Fases 1, 2, 3, 4, 5 e 6, identificadas com trama a vermelho), onde está identificada a Sinalização Temporária a implementar. Assim, para a concretização dos trabalhos referidos, por despacho do Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal, Dr. Manuel Machado, de 11/11/2020, irão ser efetuados cortes de trânsito viário e condicionado o trânsito pedonal, na Rua Calçada de Santa Isabel, que se esclarece:
3.1 – Durante a execução dos trabalhos correspondentes às Fases 2 e 3, será efetuado o corte do trânsito viário no período compreendido entre os dias 16/11/2020 e o dia 30/01/2021, desde o “Largo do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova até ao final da rua Calçada de Santa Isabel (até à rua Carlos Alberto Pinto de Abreu), sendo condicionada circulação pedonal, que se fará por um corredor próprio para este fim.
Nesta fase, apenas será permitida, provisoriamente a moradores, a circulação viária nos dois sentidos no final da Calçada Santa Isabel, numa extensão máxima de 90 m. Autorização que se manterá até ao momento em que seja necessário a execução dos restantes trabalhos da Fase 3, correspondentes a deste troço (de 90 m).
Com a conclusão de todos os trabalhos na plataforma da faixa de rodagem (Fase 2 e Fase 3), será permitida a circulação viária, nos dois sentidos, na Calçada de Santa Isabel, troço compreendido entre o fim da Calçada de Santa Isabel (junto à antiga Igreja do Convento de São Francisco) e o acesso ao “Largo Senhora da Esperança”. Para este fim será implementado um sistema de sinalização por semáforos, de modo a garantir da circulação viária nos dois sentidos em segurança;
3.2 - No período compreendido entre os dias 30/01/2021 e o dia 20/03/2021 (Fase 4) será efetuado o corte de trânsito viário no início da Calçada de Santa Isabel até à zona de acesso do “Largo Senhora da Esperança”, ficando garantida a circulação viária nos dois sentidos entre este o “Largo Senhora da Esperança” e a Rua Carlos Alberto Pinto de Abreu, nas condições referidas no parágrafo anterior;
3.3 - Na designada Fase 5, no período compreendido entre o dia 20/03/2021 a 20/04/2021, apenas será efetuado o corte da faixa de rodagem no troço de execução dos trabalhos, permitindo-se a circulação viária nos dois sentidos no troço inicial da Calçada de Santa Isabel e o “Largo Senhora da Esperança”, bem como, a circulação viária dois sentidos no troço compreendido entre o “Largo do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova” e a Rua Carlos Alberto Pinto de Abreu, nas condições já referidas (utilização de sinalização por semáforos)
Por motivos de conclusão dos trabalhos entre as Fases 4 e 5, poderão surgir pontualmente alguns constrangimentos na circulação viária no acesso ao “Largo Senhora da Esperança”, situação que o empreiteiro terá de promover condições no sentido de minimizar estes transtornos.
4 - Para a circulação dos peões será garantido um corredor, devidamente vedado e protegido;
5 - O empreiteiro deverá, dentro dos condicionalismos dos trabalhos em curso, assegurar a circulação de veículos prioritários (veículos de emergência ou das forças policiais), bem como a acessibilidade aos moradores em todas as fases da obra;
6 – Cumpre-nos ainda informar que as datas referidas são indicativas, podendo sofrer alguns ajustes face ao desenvolvimento dos trabalhos, situação que será comunicada a V.ª(s) Ex.ª(s)

 




- A Câmara Municipal de Coimbra tem em curso a empreitada suprarreferida adjudicada à empresa "Toelta, Gestão de Investimentos e Concessões, S.A.".