Artesanato

SANTA CLARA
Para não esquecer a manufactura do passado, permanece viva a arte de cerâmica coimbrã (louça regional).
A cerâmica, foi, desde sempre, uma das actividades artesanais preferidas pelo português.
Coimbra é dos mais antigos centros oleiros de Portugal. No século XVII e XVIII, desenvolve-se extraordináriamente a faiança decorada com castanhos, azuis esbatidos e roxos desbotados. Este trabalho é dos mais belos do país.
A faiança introduziu-se nos finais do século XVI, surgindo por esta altura o pintor da loiça cujos motivos podem ser eruditos e orientais. Na segunda metade do século XVII já exportávamos estes trabalhos para Inglaterra, além de que eram canalizados para o resto do país. Actualmente, ainda subsistem algumas oficinas ou empresas artesanais que se dedicam à faiança vidrada, como nos séculos XVII e XVIII.
As principais características da louça de Coimbra é a textura da pasta, que é macia e regular. As cores são azul cobalto, roxo, castanho, amarelo e verde. As peças mais típicas são: as canecas de peixe, pratos, travessas, bilhas, potes e boiões. 
 
CASTELO VIEGAS
Tecelagem feita em teares manuais.